Há tempos me perguntam… Se você fosse um livro, qual você seria?

Rsrs… interessante, eu refleti muito sobre isso e resolvi gravar um vídeo falando sobre isso. Vou falar um pouco do que penso e caso deseje, pode me dizer também qual livro você seria!

Neste episódio: Será possível refletir sobre as influências que temos acerca do conhecimento adquirido.

Tempo: 7 min. 03 seg.

ARTE DA CAPA: Lino Bertrand.

14 COMENTÁRIOS

  1. Um dia tava vendo tv e a reporter comecou entrevistar uma escritora sobre o novo livro. E a ‘estoria’ de ‘ficcao’ q ela tava contando era direitinho o q tava acontecendo na minha vida fazia uns 6 anos. Fiquei tao revoltada, mas tao sem reacao porq era simplesmente alguem q tava vendo tv em casa q nem quis escutar o nome da autora e menos ainda o nome do livro. Talvez esse.

  2. Se eu fosse uma livro eu seria “Jardim de Inverno” de Kristin Hannah.
    Trata-se de um livro humano contando a história de uma família semelhante á minha, com várias identificações.

  3. Eu gostaria de ser um livro de contos diários da minha vida e principalmente contando coisas engraçadas pois me lembro de acontecimentos engraçados até de quando eu estava criança e dou muita risada sozinha. Um livro cheio de pimentinhas!

  4. Quando li o livro “o mal estar na civilização”, pela primeira vez, não entendi nada. Sepois já o li pelo menos cinco vezes. Acho-o uma grande obra de Freud. poderia ser este livro pela tentativa de freud apontar os caminhos de busca da felicidade e tantas ciladas que existem em cada uma dessas artes de viver bem. A felicidade é um tema que me intriga e que todos nós de alguma maneira buscamos, assim como a nossa liberdade, assim como o amor…e como nos descobrimos num emaranhado cultural, social, econômico e ainda dizemos ser livres…Mas dependendo da nossa flexibilidade, maturidade, até podemos transitar por diversos caminhos e nesse transitar encontrar o sentido e a beleza da vida. e mais ainda encontrar o propósito da vida tão questionado por Freud, nos colocar a serviço da vida. Estou apenas tentando. Gostaria ainda de ser um livro escrito por mim.

  5. Eu seria o livro Comunicação Não Violenta, de Marshall Rosenberg. Foi um livro maravilhoso, que me fez repensar minhas atitudes, a efetivamente ir atrás de uma mudança, além de ter sido um marco na minha caminhada rumo ao self! 🙂 <3

  6. Não consigo decidir um livro.
    Acho que seria uma mistura de alguns livros.
    Eu adororaria escrever um livro falando da minha trajétoria nessa vida.

  7. Um desafio muito interessante. Os livros sempre fizeram parte da minha trajetória,principalmente, nos momentos delicados onde, através de sua leitura, me possibilitou me ver e refletir. Um que me marcou foi o Retrato de Dorian Gray que ganhei da minha professora de literatura da Faculdade de Letras. O Caçador de Pipas, foi outro que me tocou bastante. Adoro biografias e a história de Maria Callas me tocou profundamente. A vida que vale a pena ser vivida de Clóvis de Barros Filho e Arthur Meucci é uma ótima leitura. Assim como Não nascemos prontos, O que a vida me ensinou, Qual é a tua Obra de Mário Sérgio Cortella e a trilogia, Palavras de Poder de Lauro Henriques Jr. que são entrevistas com grandes nomes da espiritualidade e do autoconhecimento no Brasil e no Mundo. Enfim, são muitos e de difícil escolha. Mas como já foi dito aqui, gostaria de lançar uma obra que pudesse colaborar para o crescimento das pessoas. Arrisco um título que poderia ser: Minha vida e as minhas melhores lições.

  8. um livro só nao dah!mas para polemizar, um livro q demarca águas, serei ” Metamorfoses e Símbolos de Transformação da Libido ” obra fundamental do pensamento ocidental ,trabalho de Jung que atualiza a concepção de energia.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here